Páginas

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

ARMADURA DE DEUS

A ARMADURA DE DEUS
A Armadura de Deus – Parte 1
Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.
Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista amigos.
Cânticos e Oferta: Faça uma marcha com seus discípulos e ao final todos irão ofertar como soldados do Rei, fiéis!
Sugestão: Soldado do Rei (Diante do Trono para Crianças n°1) ou Marcha Profética do MIR
Princípio Bíblico: “Revesti-vos de toda armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.” Efésios 6:11
Você já sabe o que é um gadita: um guerreiro valente que sabe manejar as suas armas, estando pronto para enfrentar a guerra.
Estamos em uma guerra constante contra o diabo, que está sempre preparando ciladas, armadilhas, para nos fazer sair da presença do Senhor. E, nessa guerra diária, nós precisamos ser gaditas, valentes, com cara de leão, para assustar o inimigo, e com pés como os da corça, velozes, para que ele não nos alcance.
E o gadita precisa de armas e saber como usá-las. Caso contrário, com o que irá lutar?
Deus sabia disso e já deixou preparada para nós, na Sua Palavra, não apenas simples armas, mas uma armadura especial que nos ajudará a nos manter firmes no meio da luta.
Em todo desenho de super-heróis aparecem armas especiais, que têm tiros de longo alcance, raio-laser, jatos invisíveis, capas mágicas, bolas de fogo, espadas com poderes especiais, mas, na verdade, nada disso é real. Tudo isso não passa de imaginação.
Deus não mente jamais, e a Sua Palavra é real. Ele diz que nós temos uma armadura. Você sabe o que é uma armadura ? O dicionário diz que é um conjunto de armas. Então, Deus preparou para nós um conjunto completo de armas que podemos usar contra o inimigo. E, então, vamos conhecer cada uma delas e como poderemos utilizá-las? Ok! Vamos lá!
1. A Verdade (Efésios 6:14a)
A verdade é a primeira arma da nossa armadura especial. (Provavelmente você pensou em um revólver de raio laser, não é mesmo?) O que é a verdade? É o princípio certo, autêntico, exato. Em João 8:32 Jesus disse: “ Então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Por que Jesus disse isso? Porque Ele sabia que o diabo é o pai da mentira (João 8:32) e só há um meio de combater a mentira: com a verdade.
Desde o Jardim do Éden o diabo tenta o homem através da mentira, usando a Palavra de Deus de forma enganosa. Veja lá em Gênesis 3:1, quando a serpente disse a Eva: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Quando o Senhor tinha dito em Gênesis 2:16: E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore o jardim comerá livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que comeres dela, certamente morrerás.
Então como vamos usar essa arma? O texto diz: Estai, pois, firmes, tendo cingido os vossos lombos com a verdade (Efésios 6:14 a). Cingir quer dizer rodear, cercar, envolver em torno. Isso quer dizer que devemos estar rodeados pela verdade, envolvidos na verdade, cercados pela verdade. E a verdade é Jesus (João 14:6) e só através d'Ele vamos a Deus. A mentira não pode fazer parte da nossa vida, pois se permitirmos que as “brincadeirinhas”, as “mentirinhas” mesmo que parecem tão pequenas ou insignificantes, tipo: Primeiro de abril!, ou aquelas que costumamos chamar de mentirinha branca: Diz que não estou! E coisas desse tipo, tornamo-nos tão mentirosos como o próprio diabo. Se fizermos o que ele faz, como lutaremos contra ele? Ou por quê?
Gadita, vamos agora tomar a arma da verdade e dizer a toda mentira em nossa vida: fora agora, em nome de Jesus! Amém?
Ministração: Convide as crianças a se colocarem de pé e colocar sua mãos sobre os lombos, onde fica o cinturão num soldado e orem pela colocação do cinturão da verdade em cada criança, por um anjo do Senhor. Ministre para que eles repitam e depois peça que agradeçam pela proteção que receberam.
Atividade: Técnica: Desenho Coletivo
Hoje iremos fazer um "gadita" diferente... Pense como é um gadita!
Distribua folha de papel para cada criança e peça que ao seu sinal desenhem apenas a cabeça de um homem... novamente dê o sinal para que eles passem sua folha para a criança que está a direita e peça que façam o pescoço no desenho que receberam... Novamente dê o sinal para que passem a folha para a direita e peçam agora que desenhem o tronco (corpo).. Novo sinal e assim até que completem o desenho. Cuide para que desenhem um homem completo e que o desenho pare com quem começou.
Pergunte se ficou como imaginaram. Geralmente sai cada gadita super engraçado.
Bem, agora peça que eles abram em Efésios 6:14-17 e de acordo com a descrição da armadura de Deus, revistam o homem, desenhando uma armadura completa sobre ele.

A Armadura de Deus – Parte 2
Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.
Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista amigos.
Oferta: Mt. 6:33 - "Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e todas as demais coisas vos serão acrescentadas".
Captando a atenção: Brincadeira: Através de mímica ou forca, descobrir a palavra TARTARUGA.
O que a tartaruga tem que parece uma armadura? ... Também chamada couraça e serve para protegê-la, então vamos ver o que a Bíblia nos diz sobre uma couraça que nós também devemos usar para nos proteger.
Princípio Bíblico: “ … e vestido a couraça da justiça “ (Efésios 6:14b)
Vimos que a primeira arma que Deus nos dá é o cinto da verdade (Efésios 6:14a), com o qual nos guardamos contra as mentiras de Satanás. E essa verdade é o próprio Jesus Cristo, que é a porta de entrada para a presença de Deus.
A outra arma que o Senhor preparou para nós é a couraça da justiça.
Você sabe o que é uma couraça? O dicionário diz que é uma armadura para revestir o peito, um revestimento forte que serve como proteção, é uma blindagem. Lembra da tartaruga, com aquela carapaça? Aquilo é a sua couraça. Quando ela se vê em perigo, recolhe a cabeça e as perninhas para dentro da sua armadura e assim fica segura. Ou até, podemos assemelhar a couraça ao que muitas pessoas estão mandando fazer em seus carros: blindar. Isto é, uma proteção especial nos vidros e em todo o carro para torná-lo resistente a balas ou a outros ataques que possam ocorrer. Entendeu o que é uma couraça? Ok!
E agora, o que é justiça? É algo que está em conformidade com o direito; é a virtude de dar a cada um aquilo que lhe pertence de direito; é agir dentro da legalidade, da forma correta diante da lei.
Muito bem! Vamos agora compreender o que é estar vestido com a couraça da justiça. Se justiça é tudo o que é correto, justo, certo, e couraça é um revestimento que serve para a nossa proteção, o Senhor nos ensina que, se agirmos, em tudo, de maneira correta, de forma justa, sem agredir ou prejudicar ninguém, obedecendo aos mandamentos do Senhor, estaremos protegidos do inimigo, pois ele não terá argumentos contra nós, isto é, ele não terá nada de que possa nos acusar, entendeu?
Ok! Então o que é andar em justiça?
Em Deuteronômio 16:20 o Senhor diz: “Segue a justiça, e só a justiça, para que vivas e possuas a terra que o Senhor teu Deus te dá.”
Andar em justiça diante de Deus é não viver em idolatria (Lembre-se que o primeiro lugar das nossas vidas deve ser sempre do Senhor); é saber respeitar os direitos dos outros, sem fazer acepção de pessoas; é dar a cada um o que lhe é de direito: comprou, pague; emprestou, devolva; errou, peça perdão; é respeitar as autoridades. Em resumo, é obedecer aos princípios da Palavra de Deus.
Quando nós agimos assim, sendo obedientes ao Senhor, andamos como justos e o Senhor diz que: “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro do Líbano”. (Salmo 92:12). E em Mateus 13:43 a Palavra diz: “Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”
A couraça da justiça é uma arma de proteção. Se somos justos, não há argumentos contra nós, todas as brechas que o inimigo poderia usar para nos atacar estão fechadas e ele não tem por onde nos atingir. Ao redor de nós há uma muralha que nos protege contra os dardos inflamados do maligno.
Veja só que coisa tremenda, quando andamos em justiça: além de estarmos protegidos do inimigo, pois não há brechas em nossa vida, nossa couraça está em ordem, nós vamos brilhar como o sol e florescer como as palmeiras; isso fala de sermos prósperos e abençoados. A única coisa que precisamos fazer é andar em justiça, isto é, OBEDECERMOS AOS PRINCÍPIOS DO SENHOR.
E aí? Vamos treinar essa arma durante a semana? Exercite a obediência e a sua couraça da justiça brilhará como o sol ao meio-dia.
Vamos, gadita! Revista-se da armadura de Deus e vença o inimigo
Ministração: Convide as crianças a se colocarem de pé e colocar sua mãos sobre o peito, onde fica a couraça num soldado e orem pela colocação da couraça da justiça em cada criança, por um anjo do Senhor. Ministre para que eles repitam e que depois individualmente agradeçam.
Atividade: Para nos lembrarmos que couraça é uma forte proteção como as das tartarugas, vamos fazer uma tartaruga bem legal !
Vamos colorir, recortar e montar:

A Armadura de Deus – Parte 3
Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.
Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista amigos.
Cânticos e Oferta:
Captando a atenção: Brincadeira: Ponte de Sapatos – as crianças descalças, fazem uma ponte com seus sapatos e formam duas equipes, uma de cada lado. O Objetivo é a equipe toda chegar ao outro lado sem cair ou sair da trilha de sapatos.
Princípio Bíblico: “… e calçados os pés nas sandálias do evangelho da paz.” Efésios 6:15
Todo guerreiro, ao entrar em uma guerra, deve estar sempre preparado para enfrentar e resistir aos ataques do inimigo e, também, contra-atacar. Não é assim que vemos nos filmes, nos desenhos e até mesmo nos jogos de vídeo-game? Um soldado despreparado, sem armas e sem uma estratégia de guerra é um sério candidato à morte, não é mesmo?
Nós vivemos em uma luta constante contra um inimigo que não nos dá descanso. Em todo tempo ele está preparando armadilhas, laços, para nos apanhar de surpresa. Mas o nosso General, o Senhor dos Exércitos, deu-nos um manual de estratégias que se chama Bíblia, onde vamos aprender a usar a armadura que Ele nos deu, conhecendo cada parte dela e a forma correta de lutar.
Já vimos o cinto da verdade e a couraça da justiça. Vamos conhecer agora uma outra parte da nossa armadura, tão importante quanto as outras: As sandálias do Evangelho da Paz.
Você já experimentou correr descalço em cima de pedras ou na areia quente? É uma sensação terrível, não é mesmo? As pedras rasgam a pele e fazem feridas que nos impedem de avançar; a areia quente queima a pele, formando bolhas e não podemos andar com a mesma velocidade.
O Senhor sabia dessa dificuldade, por isso nos preparou um calçado especial, perfeito para a guerra que enfrentamos, que não é no corpo, mas no espírito. São sandálias especiais, que firmam os nossos pés na Rocha que é Jesus e nos guardam de não sairmos do caminho que o Senhor preparou para nós.
Os soldados de hoje usam botas especiais, desenhadas para cada tipo de terreno onde a batalha irá acontecer: em terra, na neve, em terreno encharcado, ou nas montanhas. A luta que os gaditas, os guerreiros do Senhor enfrentam hoje é no mundo espiritual, por isso o calçado específico para eles tem como matéria-prima o Evangelho da Paz. O que é isso? São os ensinamentos que existem na Palavra, isto é, tudo o que Jesus ensinou aos Seus discípulos sobre o amor e a obediência a Deus em primeiro lugar, o perdão, a honestidade, o respeito às autoridades, a paz para com todos etc.
Quando estamos calçados, pisamos com mais firmeza e andamos mais rápido não é mesmo? Da mesma forma, quando conhecemos os ensinamentos de Jesus podemos pisar na cabeça do inimigo (Mateus 10:8) com autoridade, pois estamos protegidos e firmes em nossa posição de guerreiros do Senhor e temos maior velocidade para pregar a Palavra do Senhor aonde nós formos. E, você, sabe de uma coisa? Quanto mais falamos deste Evangelho, de Jesus e do Seu amor infinito, ganhamos outras vidas que se juntarão a nós nesta guerra, aumentando o número de soldados valentes e destemidos para destruir satanás e seu exército.
Ei! Essa sandália não se calça de qualquer maneira. É preciso disposição para ler a Palavra, estudá-la e vivê-la.

Vamos lá, guerreiro! Você já está cingido com o cinto da verdade e já está revestido com a couraça da justiça. Calce agora a sandália do evangelho da paz e vamos em frente nessa guerra? Não esqueça que você já tem um decreto de vitória: Você é muito mais que vitorioso!
Ministração: Convide as crianças, sentadas, a colocar sua mãos nos seus pés, onde fica a sandália num soldado e orem pela colocação da sandália do Evangelho da Paz em cada criança, por um anjo do Senhor. Ministre para que eles repitam e que depois individualmente agradeçam o calçado abençoado que receberam.
Atividade: Sapatinho Ligeiro

A Armadura de Deus – parte 4
Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.
. Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista amigos.
Cânticos e Oferta:
II Samuel 24:24 – Converse com as crianças sobre o exemplo de Davi, que mesmo sendo rei não quis oferecer algo a Deus que não lhe custasse nada.
“Mas o rei respondeu: Obrigado, não aceito. Eu vou pagar tudo isto. Eu não vou oferecer ao Eterno, o meu Deus, sacrifícios que não me custaram nada. Então Davi comprou o terreiro de malhar cereais e os bois por quinhentos e setenta gramas de prata.
. Captando a atenção: Brincadeira: Jogo da Tampinha PET
Objetivo: demonstrar que os dardos não são capazes de atingir aquele que está protegido.
Escolha uma criança para representar um cristão, algumas crianças para representar partes da armadura e outras que vão jogar as tampinhas que serão os dardos inflamados do inimigo. (instrua para não jogar com força, pois o objetivo é atingir e não machucar).
Primeiro faça a brincadeira com uma ou duas partes da armadura, depois com a armadura completa representada por crianças cobrindo por completo aquela que representa o cristão.
Em conversa, compare a proteção recebida com a armadura completa.
. Introdução: Já estamos com a nossa armadura quase completa. Temos o cinto da verdade, a couraça da justiça e as sandálias do evangelho da paz. Você prestou atenção em uma coisa que é comum entre esses elementos? Todos estão baseados nos princípios da Palavra de Deus: conhecer a verdade que é Jesus; andarmos em linha com os Seus mandamentos; dar testemunho de que Jesus realmente mudou as nossas vidas. Dessa maneira, satanás não encontrará em nossas vidas nenhuma brecha e assim não poderá nos tocar.
. Princípio Bíblico: “ e tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.” Efésios 6:16
. Mensagem: Vamos agora tomar posse de mais uma parte da armadura que o Senhor preparou para nós: o escudo da fé. O que é um escudo? É uma peça da armadura que resguarda o corpo do guerreiro das lanças, setas ou espada do inimigo; serve de defesa, proteção e amparo.
. Nosso escudo não é um escudo qualquer, feito de aço, ferro ou qualquer um outro elemento físico. A matéria-prima do nosso escudo chama-se FÉ. Garanto que você já viu muitos tipos de escudos nos desenhos, filmes, revistas em quadrinhos, mas nenhum deles é feito de fé. E o que é fé?
. Segundo o dicionário, é convicção, crédito na existência de um fato. A Bíblia nos dá um outro conceito sobre fé. Em Hebreus 11:1 a Palavra diz que: A Fé é a certeza das coisas que se esperam, a convicção dos fatos que não se vêem.
. Vamos compreender, então, qual á a base do nosso escudo. É crer, é ter certeza e convicção firmes em Deus e nas Suas promessas, mesmo que nossos olhos físicos ainda não estejam vendo. Mas, como vamos utilizar, na prática, uma arma que não vemos? Como vamos nos defender do inimigo se a nossa defesa é invisível? Um dia os discípulos de Jesus lhe pediram: Aumenta a nossa fé (Lucas 17:6). É realmente difícil lutar com algo que não podemos ver ou tocar, mas esse é o desafio: crer mesmo sem ver.
. Você pode estar pensando assim: o Senhor bem que podia ter deixado umas armas mais radicais e visíveis para lutarmos contra o inimigo, tipo assim: pistolas de raio laser, espadas com efeitos super poderosos, um escudo com campo de força ou qualquer outra coisa que eu pudesse pegar e ver o efeito dela no inimigo. Essa armadura toda é muito legal, mas eu não posso ver, nem tocar. Como vou saber que ela está funcionando?
. Lembre-se que a nossa luta não é contra carne ou sangue, mas contra principados e potestades, contra as forças espirituais da maldade e elas atuam nas regiões celestes (Efésios 6:13). Então, nossas armas também devem ser espirituais.
. Hebreus 11:6 diz que sem fé é impossível agradar a Deus, pois só podemos nos aproximar d'Ele se crermos que Ele existe e que é galardoador daqueles que O buscam. Eis o segredo: se tivermos fé, creremos que Deus existe, que a Sua Palavra é verdadeira e se cumpre em nossas vidas. Então, Ele nos presenteará com Seu amor, misericórdia, cuidado, segurança, e tomará as nossas causas, guerreando por nós e em tudo seremos muito mais que vencedores. Por quê? Porque tudo é possível ao que crê (Marcos 9:23).
. Vamos, guerreiro! Coloque seu cinto da verdade, sua couraça da justiça, suas sandálias do evangelho da paz e agora, tome o escudo da fé. Você está quase pronto para se alistar no exército do Deus Altíssimo. Continue o treinamento e, certamente, ouvirão falar muito de você como um gadita valente e corajoso
.Ministração: Peça que as crianças se coloquem de pé e ministre sobre a vida delas o revestimento da fé, peça a um anjo do Senhor que lhes dê um escudo poderoso para a defesa e proteção contra as investidas do inimigo. E depois individualmente agradeçam o escudo abençoado que receberam.
.Atividade: Fazer um escudo de mosaico.

A Armadura de Deus – parte 5
Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.
. Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista amigos.
. Cânticos e Oferta:
. Captando a atenção: Brincadeira:
. Introdução: Muito bem, guerreiro. Você já tem uma armadura quase completa. Você tem o cinto da verdade, a couraça da justiça, as sandálias do evangelho da paz e o escudo da fé. Mas, e a sua cabeça? Ficará desprotegida? De forma nenhuma, pois o Deus Todo-Poderoso é completo em tudo e jamais nos deixaria sem uma proteção completa. Hoje você receberá o Capacete da salvação
. Princípio Bíblico: “Tomai também o capacete da salvação ...” Efésios 6:17
. Mensagem: Para que serve o capacete? Ele tem a função específica de proteger a cabeça, e é equipamento de segurança obrigatório para quem anda de motocicleta, de bicicleta, brinca de skate ou patins, pratica algum esporte de risco, trabalha em construções etc. Ele protege a caixa craniana de traumatismos.
Na nossa guerra espiritual, também precisamos de um capacete que guarde a nossa mente, pois este é o nosso maior campo de batalha. Satanás sabe disso e investe constantemente criando formas atraentes e criativas para encher a cabeça de idéias e pensamentos contrários à Palavra de Deus, procurando tirar-nos dos Seus princípios.
Você viu que toda a nossa armadura tem como base a verdade que está em Jesus e nos ensinamentos da Palavra de Deus; a justiça, que consiste em vivermos de forma íntegra, conforme os princípios bíblicos; a fé, pois se não cremos naquilo que estamos fazendo, de nada nos adianta e a fé que é a única forma de nos aproximarmos de Deus e agradá-lO, pois não posso me achegar a alguém que eu nem sequer acredito que existe; e no evangelho da paz, os ensinamentos de Jesus, para que possamos viver o Seu Reino aqui na Terra e levarmos esse Reino a todo lugar aonde formos, libertando vidas do inferno. Nenhuma das nossas armas é física, mas todas são espirituais, pois a nossa luta não é contra as pessoas, mas contra o nosso inimigo satanás.
O capacete da salvação nos foi dado por Deus para guardarmos a nossa mente de todo e qualquer ensino contrário à Palavra de Deus.
É isso mesmo! Guardar a nossa mente, cobri-la com a verdade, a justiça, a fé, para que os ensinamentos que Lúcifer joga todos os dias na nossa mente não possam penetrar e nos enganar.
E aí você pode dizer: Mas eu já sou crente! Eu creio em Deus. Não preciso disso. Não se engane, pois satanás, o inimigo das nossas almas, está ao nosso derredor com muitas artimanhas para nos enganar. Vamos ver algumas?
Em Apocalipse 21:8 o Senhor diz que os medrosos, os incrédulos, os abomináveis, os homicidas, os adúlteros, os feiticeiros e os idólatras irão para o lago de fogo (inferno). A televisão e os filmes nos mostram ao contrário: as novelas ensinam que o adultério é algo comum, que todo mundo faz; que o homossexualismo é normal, é uma opção que o homem pode ter; mostra o espiritismo como algo muito lindo e romântico; que a violência e o desrespeito dos pais com os filhos e dos filhos para com os pais faz parte da convivência familiar; que ser irreverente, rebelde, é super-legal, pois criança, adolescente e jovens têm o direito de ser assim; os programas infantis estão cheios de bruxaria, feitiçaria, personagens super-poderosos, crianças que mentem, que fazem maldades com os outros, e tudo isso vai sendo jogado na nossa mente e acaba se tornando uma realidade e uma verdade para nós.
Vamos lá, gadita! Guarde a sua mente do mal! Coloque o seu capacete da salvação e não permita que a sua mente seja manchada com as mentiras do inferno.
.
A Armadura de Deus – parte 6
Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.
.Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista amigos.
. Cânticos e Oferta:
. Captando a atenção: Brincadeira:
. Introdução: Sua armadura está quase completa. Você já está totalmente protegido, dos pés à cabeça e agora falta somente a arma ofensiva que tem o poder de destruir o mal: a Espada do Espírito.
. Princípio Bíblico: “ ... e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.” Ef 6:17
. Mensagem: Até então, todas as peças da sua armadura eram para sua defesa, sua proteção. Hoje vamos aprender a usar a arma mais poderosa do Universo: a espada do Espírito. Ela não é feita de nenhum material explosivo, não tem raio laser, nem luz brilhante, ou mesmo qualquer tipo de efeito especial, mas é muito mais eficaz contra o inferno do que todas as bombas nucleares que já foram inventadas até hoje ou qualquer arma dos super-heróis e bandidos que aparecem nos filmes e desenhos que, com certeza, você já assistiu. Ela é a própria Palavra de Deus.
É isso mesmo! Não se espante. Não é brincadeira.
Em Jeremias 23:29 o Senhor diz que a Sua Palavra é como martelo que esmiúça a rocha. Você já levou uma martelada no dedo? Multiplique isso por milhões e imagine o que o poder da Palavra de Deus pode fazer contra o inferno. E em Hebreus 4:12 diz que é viva e eficaz, mais cortante que qualquer espada de dois gumes e poderosa até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas e apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.
Arma poderosa essa, não é mesmo?
Mas como podemos usá-la?
Em primeiro lugar, precisamos conhecê-la. Um soldado, antes de aprender a atirar, deve primeiro conhecer a arma que vai usar. Para isso, o instrutor o ensina a montar e desmontar, a conhecer cada peça, como funciona, para que está ali e o que pode acontecer se ela falhar. Há muitas pessoas andando com Bíblia embaixo do braço, dentro do carro, guardando na estante, carregando na bolsa ou deixando aberta em cima da mesa (geralmente o Salmo 91), como se fosse um amuleto da sorte. Mas nem sequer abrem a Bíblia para lerem de vez em quando. Para conhecer a Palavra, é preciso ler, estudar, meditar diariamente. Salmo 1 diz que o homem que medita nessa Palavra dia e noite é bem-aventurado.
Depois é preciso aprender a usá-la. É isso mesmo! Lembra quando Jesus estava no deserto e foi tentado por satanás? Em Mateus 4:1-11 encontramos Jesus no deserto, em jejum de 40 dias, quando satanás aparece para tentá-lo. 3 vezes satanás usou contra Jesus as suas armas e 3 vezes Jesus o venceu com o poder da palavra: Está escrito.
O que Deus escreveu ninguém pode mudar e o inimigo sabe disso. Ele sabe que quando a espada do Espírito é liberada pela nossa boca ele não tem mais chance para nos vencer. E você? Sabe disso? Sabe que a sua boca é a maior arma contra o inferno quando se abre para declarar a Palavra? Pois se você não sabe, o diabo sabe, por isso procura sempre meios de fazer com que você não leia a Bíblia, ache chato, sem graça. E ás vezes, até os pais colaboram quando fazem da leitura da Palavra um castigo: Você está muito desobediente! Não vai ver televisão. Já para o quarto, de castigo, ler a Bíblia. Que desperdício! Quanta munição jogada fora!
Assim como um dia o Senhor colocou na boca de Jeremias as Suas palavras (Jr 1:4-10), assim também as colocará na sua, para que você, como um gadita, guerreiro do Senhor, possa usá-la adequadamente desfazendo as obras do inferno.
E então, guerreiro? Vamos treinar? Vista a sua armadura, tomando o cinto da verdade, a couraça da justiça, as sandálias de evangelho da paz, o escudo da fé, o capacete da salvação, e tome agora a sua espada para lutar contra inferno.
Prepare-se! A luta é grande, mas, com certeza, você já é mais que vitorioso em Cristo Jesus! Amém.

___________________________________________________________________________________

A ARMADURA DE DEUS
(Efésios 6.10-18)

O que é Armadura?
Você sabe o que é uma armadura? (Escreva a palavra para a classe ver. Dê oportunidade para alguém responder. Se possível, elabora as respostas das crianças.)
Armadura é o tipo de roupa especial, usada para proteção. Os mergulhadores de hoje usam um tipo de “armadura”. Roupas especiais podem ser consideradas “armaduras”. Até os bombeiros usam um tipo de armadura.
Nos dias em que o Novo Testamento foi escrito, os soldados romanos usavam armadura para se protegerem nas batalhas. Em Efésios 6, as peças da armadura de um soldado romano são usadas como uma lição objetiva para nos ajudar a compreender a proteção que Deus nos oferece em nossa luta contra Satanás.

Onde aprender sobre a armadura de Deus.
Efésios 6.10-18 nos ensina a esse respeito.
Como salvos, devemos ser “fortalecidos no Senhor e na força do seu poder”, colocando “toda a armadura de Deus”. (6.10,11). Precisamos fazer isso para “ficarmos firmes contra as ciladas (todas as estratégias) do diabo” (v.11).

Por que os crentes precisam da Armadura?
O diabo é inimigo de Deus. E nosso! Ele não é eterno como Deus.
Ele não sabe tudo – mas sabe muito!
Ele não pode estar em mais de um lugar ao mesmo tempo; mas Satanás tem um grande exército de demônios e eles conseguem estar em muitos lugares e em vários horários.
Estão sempre ativos, lutando contra Deus e Seus filhos.
Satanás não é tão poderoso quanto Deus, mas é um forte inimigo.
É mais poderoso do que você e eu. A única maneira de derrotá-lo é lutando à maneira de Deus.
Somos soldados do exército de Deus – um exército que não luta contra outros soldados – é isso que “sangue e carne” significam. Ao contrário, lutamos contra Satanás e os seus exércitos – “e as forças (exércitos) espirituais do mal nas regiões celestes” (v.12).
Como proteger-nos de Satanás e seus exércitos? Como vencer a batalha? Deus, nosso Comandante e Chefe, nos ensina exatamente o que fazer e é então que a armadura de Deus entre em cena. Deus forneceu essa “armadura” – proteção maravilhosa para defender-nos (v.13) e uma arma ofensiva que, se usada corretamente, irá derrotar Satanás em todas as batalhas.

O que fazer com a Armadura
O v.13 contém um mandamento. Você é capaz de encontrá-lo?
“Tomai toda a armadura de Deus”. Deus forneceu a armadura que precisamos, mas cabe a nós tomá-la.
“Tomar” significa colocá-la – e usá-la.
Aprenda a colocar a sua armadura completa todos os dias.
Seu momento devocional com Deus é uma boa hora para fazer isso.
Deus nos faz uma promessa: Ele diz que se colocarmos a Sua armadura – a proteção especial que Ele nos forneceu – iremos “resistir no dia mau”. Quando Satanás nos atacar com tentações, não iremos ceder e pecar. Seremos capazes de ficar firmes e não cair diante do inimigo.



Como é a Armadura de Deus
Se Deus dá um mandamento para tomarmos a Sua armadura, devemos saber como é essa armadura. A armadura espiritual não é visível aos olhos dos homens. Para ajudar-nos a conhecê-la, o apóstolo Paulo comparou cada peça da armadura de Deus com as peças da armadura de um soldado romano de sua época.
A primeira coisa que Paulo mencionou foi...

O CINTO DA VERDADE
Estai, pois firmes, cingindo-vos com a verdade... (Efésios 6.14 a)
O soldado romano usava uma peça forte e larga ao redor da cintura, como se fosse um cinto. Ele não só protegia seus órgãos vitais, como também unia todas as outras peças da armadura. Com esse cinto, o soldado podia movimentar-se com confiança, sabendo que as outras peças não sairiam do lugar.

Como salvos, devemos colocar o “cinto da verdade”. De que jeito?
Primeiro, colocamos o cinto da verdade aprendendo ao máximo as verdades bíblicas.
Como aprender as verdades de Deus?
(Indo à igreja, à Escola Dominical, à Classe de Boas Novas, tendo o seu momento devocional, memorizando os versículos bíblicos e pensando sobre eles).
O que você sabe sobre Deus que o torna confiante em sua guerra contra Satanás?
(O amor e a Salvação de Deus - João 3.16; a presença contínua de Deus – Hebreus 13.5; a promessa divina da vitória – 1 Coríntios 15.57).

Se você está aprendendo a Palavra de Deus e colocando o cinto da verdade todas as manhãs, está então preparado para enfrentar Satanás. Quando ele tentar você a duvidar da bondade de Deus, o cinto da verdade ajudará a proteger você porque pode lembrar o que aprendeu sobre Deus e Suas promessas.

Outra maneira de colocar o cinto da verdade é ter a certeza de que você é sempre verdadeiro em tudo o que faz. O Senhor Jesus chamou Satanás de “pai da mentira” (João 8.44). Satanás fica feliz quando você fala até uma mentirinha. Jesus disse: “Eu Sou... a verdade” (João 14.6). Jesus é a sua proteção contra as tentações de Satanás para que você não minta.
Peça que Ele o ajude a falar a verdade (Salmo 19.14; 119.29).
Quando você tem uma boa consciência por ter colocado o cinto da verdade, poderá enfrentar o inimigo sem medo e ter a certeza da vitória.
A peça seguinte da armadura de Deus para nós é ...


A COURAÇA DA JUSTIÇA
Vestindo-vos da couraça da justiça (6.14)
Na armadura humana, uma couraça cobria o corpo do soldado do pescoço até a cintura – frente e costas. Ela era feita de placas de correntes de metal, para que espada ou flecha não pudesse atravessá-la.
Qual a parte mais importante do seu corpo que a couraça cobre? O seu coração.
Como salvos, você e eu precisamos de proteção para o nosso coração e essa proteção procede da nossa justiça.
É verdade que nenhum de nós é justo (Romanos 3.10). Todos somos pecadores (Romanos 3.13). Mas, quando você aceita Jesus como seu Salvador, Deus deixa de vê-lo como pecador e passa a vê-lo como alguém que nunca pecou.
Seus pecados são perdoados (Efésios 4.32). Deus concede a você a justiça do Senhor Jesus Cristo (1 Co 1.30; 2Co 5.21).
A partir do momento em que você é salvo, é aceito por Deus Pai, pois sempre que olha para você, Ele vê a justiça do Seu Filho (Efésios 1.6). Isso não significa que você nunca mais vai pecar. Enquanto vivermos na terra, você e eu lutaremos contra o pecado. A batalha contra o pecado é uma das mais difíceis de vencer para os salvos. Devemos estar sempre alertas e vigilantes para deter Satanás. Ele procura nos fazer pecar. Em nossa luta contra o pecado Deus quer que usemos a couraça da justiça.
Quando Satanás tentar levar-nos a pensar que Deus nos rejeita, podemos resistir a ele lembrando que Deus nos aceita – mesmo quando falhamos – porque temos a justiça de Cristo.

Podemos também colocar a couraça da justiça vivendo o mais “retamente” possível.
Decidindo falar a verdade ao invés de mentir.
Preferindo ser bons em vez de odiosos.
Preferindo obedecer ao invés de desobedecer.

Deus nos dá poder para escolher o que é certo e para agir certo. Esta é a vida justa.

Ao decidir pelo que é certo em vez do errado, você estará protegendo o seu coração com a couraça da justiça. O tipo de vida que você leva é importante. Ele tornará mais fácil para Satanás atacá-lo ou mais difícil para ele derrotar você.
Peça a Deus para ajudá-lo a escolher o que é certo todos os dias.
A parte seguinte da armadura é apara os pés. Calce os pés...


COM A PREPARAÇÃO DO EVANGELHO DA PAZ
Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz (6.15)
É importante ter os pés em boas condições se tiver de lutar, não é?
Quando os pés doem, é difícil ficar em pé e muito menos andar ou correr para o campo de batalha. Se os seus sapatos tiverem solas escorregadias, será fácil cair e ser pisoteado.
Os soldados romanos tinham forte proteção para os pés. Havia tachas nas solas das suas sandálias. Os sapatos davam firmeza e estabilidade a eles na luta contra o inimigo.

Deus diz que nossos pés devem estar cobertos com o evangelho da paz.
A Bíblia diz que “Ele (Jesus) é a nossa paz” (Efésios 2.14).
Colocamos os sapatos da paz quando temos paz com Deus, aceitando o Seu presente da Salvação (Rm 5.1) e começando a viver de modo agradável a Ele. Então, quando andamos ao longo de cada dia, nossa vida pode mostrar as boas novas da paz de Deus.

Primeiro, podemos ter paz interior ao ver-nos como Deus nos vê – amados por Ele (Jeremias 31.3), perdoados (Efésios 4.32), e aceitos para sempre como membros da sua família (João 1.12). Será então possível ter paz com outros – sendo bom para eles, perdoando-os (Efésios 4.32), fazendo o máximo para edificá-los e não destruí-los (Efésios 4.29).

Mostramos que estamos andando pela vida com os sapatos da paz quando compartilhamos o amor de Deus com aqueles que não conhecem o Senhor Jesus (Mateus 28.19; 2 Co 5.20).
Precisamos então do...
ESCUDO DA FÉ
Embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno (6.16)
A armadura do soldado romano incluía também um grande escudo feito de madeira.
Ele tinha cerca de 76 cm de largura por 1,20m de comprimento, oferecendo, portanto, dupla proteção para quase todas as partes do corpo do soldado. Para chegar até ele, as flechas do inimigo tinham de passar primeiro pelo escudo e depois atravessar a armadura usada sobre o corpo do soldado.
Os lados do escudo possuíam ganchos destinados a prendê-los nos escudos dos outros soldados, de modo que um exército poderia usá-los para formar um muro de proteção.

O inimigo fazia uso de tudo que pudesse imaginar para derrotar os soldados. Sabendo que os escudos eram feitos de madeira, o inimigo quase sempre punha fogo na ponta das flechas antes de atirá-las. Os soldados romanos cobriam os escudos de madeira com tecido e couro grosso, mergulhando-os depois em água para que ao bater no escudo molhado, o fogo da flecha incendiária imediatamente se apagasse.

Satanás, nosso inimigo, envia flechas incendiárias, ou “dardos inflamados”, contra nós.
Alguns dardos que Satanás atira são mentiras, pensamentos odiosos sobre pessoas ou o desejo de pecar. Não sabemos quando ele vai enviar um de seus dardos, pois o diabo se assemelha a um franco atirador que atira quando menos esperamos.
Devemos ter sempre à mão nosso escudo da fé e ficar preparados para usá-lo.

Satanás quer que você e eu duvidemos de Deus. Ele quer que duvidemos das promessas de Deus, da Sua fidelidade, da Sua bondade, do Seu poder.
Precisamos rodear-nos de amigos crentes para que, quando formos tentados a abandonar a fé, possamos “enganchar-nos” nos escudos deles e deixar que nos encorajem (Hebreus 10.23-25).

Levante bem alto o seu escudo da fé, confiando nas verdades que aprendeu sobre Deus. Mesmo quando as coisas não pareçam estar dando certo, creia que Deus é um Pai sempre presente, Todo- poderoso e amoroso, trabalhando na sua vida para o bem – apesar dos seus sentimentos estarem afirmando outra coisa.
Fé é agir com base naquilo que você crê, embora tenha dúvidas.
Não importa quantas pelas da armadura você tenha sobre o corpo. Isso não vai adiantar se não proteger a cabeça. A armadura que Deus providenciou para a sua cabeça é:



O CAPACETE DA SALVAÇÃO
Tomai também o capacete da salvação (17a)
Quem usa capacete? Jogadores de futebol americano, ciclistas, motociclistas, soldados...
Todos usam capacete por uma única razão – proteger a cabeça.
Se bater a cabeça, o seu cérebro se machuca e você perde a batalha.

Satanás quer atacar a mente do salvo. Temos de permitir que Deus controle a nossa mente para que Satanás não possa desviar-nos. Isso significa que devemos ser cuidados com o que entra em nossa mente. É preciso cuidado com o que pensamos, o que lemos, o que assistimos na TV ou o que ouvimos nas músicas.
Precisamos concentrar-nos sempre, pensar freqüentemente sobre a Salvação, ou a libertação que Jesus nos oferece como salvos. Quando Jesus morreu na cruz, salvou-nos do castigo dos nossos pecados (Rm 8.1). Jesus está agora conosco todos os dias para livra-nos do poder do pecado (2 Co 12.9); Filipenses 4.13).
Quando morrermos, Jesus tem um lugar preparado para nós no Céu onde seremos libertados para sempre da presença do pecado (João 14.1-4; Apocalipse 21.27).

O capacete do soldado protegia a sua cabeça, lhe dava confiança de estar a salvo dos ataques do inimigo. Você coloca o capacete da Salvação quando você crê nas promessas do Senhor quanto à sua Salvação – passada, presente e futura – e espera confiante que Ele o liberte (1 Tessalonicenses 5.8).
No novo testamento a palavra esperança (veja também Rm 8.24,25) significa esperar por algo com fé.

Lembre-se de que o Senhor Jesus é mais poderoso do que Satanás (1 João 4.4).
Satanás não pode vencer quando você coloca o capacete da Salvação e vigia os seus pensamentos.
Estamos então finalmente cobertos da cabeça aos pés.
Se colocarmos toda a armadura de Deus, Satanás não pode atingir-nos.
Todavia, precisamos agora de algo para defender-nos quando Satanás nos ataca. Temos então...


A ESPADA DO ESPÍRITO
Tomai... a espada do Espírito, que é a palavra de Deus (17b)
Depois de colocada a armadura, estamos prontos para pegar nossa espada e ir para a batalha. Nossa espada não é feita de aço afiado porque não estamos lutando contra carne e sangue. Nossa batalha é espiritual e só pode ser vencida no poder de Deus.
Nossa espada é a Palavra de Deus. Esta espada é diferente daquelas de metal.
Quanto mais você usa uma espada de aço, mais ela fica sem fio de corte (não corta direito). Mas, quanto mais você usa a Palavra de Deus na batalha da vida, tanto mais afiada e mais eficaz ela se torna.

Isso significa que devemos aprender versículos das Escrituras para que o Espírito Santo possa trazê-los à nossa memória quando somos tentados a agir mal. Cada versículo que você aplica é uma arma poderosa usada por Deus para atacar Satanás e fazê-lo fugir.
Precisamos de mais uma coisa e isto é...


ORAÇÃO... VIGILÂNCIA
Orando em todo tempo... e para isto vigiando com toda perseverança (6.18)
O bom soldado está sempre em contato com o comandante. Ele não age por sua própria conta. Como bons soldados do exército de Deus, você e eu devemos estar em constante comunicação com o Senhor. Precisamos pedir Sua direção e seguir Suas ordens. A oração é algo que deve acontecer naturalmente em nossa vida.

Devemos estar sempre alertas para um possível ataque do inimigo. É preciso colocar cada peça da nossa armadura todos os dias, a fim de não sermos apanhados por Satanás com um ponto fraco exposto e acabar feridos por ele.

Somos soldados do exército de Deus. Ele nos deu tudo que precisamos para sermos vitoriosos. Mas, devemos usar toda a armadura, ficar em contato com nosso comandante e estar sempre alerta contra os ataques do inimigo.
“Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo”
(1 Coríntios 15.57).

___________________________________________________________________________________

A Armadura de Deus

Lição: A Armadura de Deus
Base bíblica: Efésios 6.13.
Cântico: Marcha soldado (Jayanne vol.02)
Introdução: Você sabe o que é uma armadura? É um tipo especial de roupa, usada como proteção. Existem vários tipos de armaduras: as armaduras dos cavaleiros medievais, hoje em dia existem roupas especiais como o colete a prova de balas, a roupas dos bombeiros, a dos astronautas e etc. Nos dias do novo testamento os soldados romanos usavam um tipo de armadura e o apóstolo Paulo utilizou essa armadura para nos ensinar a respeito de uma armadura especial.
Começo: Hoje iremos falar sobre essa armadura especial e uma luta diferente. Vamos conhecê-los?

1 - SEDE FORTALECIDO NO SENHOR E NA FORÇA DO SEU PODER
a) Para nos fortaceler no Senhor devemos conhecer a Deus e nos aproximar dele, pois ele é Todo-Poderoso e nos dá poder;
b) Deus é Onipotente, Onipresente, Onisciente, Eterno, Santo, Amoroso, Misericordioso.

2 - NOSSO INIMIGO:
a) O inimigo de Deus o diabo;
b) Ele não é poderoso, mas sabe usar armas para nos esfriar espiritualmente para nos afastar de Deus;
c) Mas apesar disso nada pode nos separar do amor de Deus, somente nós podemos nos distanciar de Deus através do pecado.
d) Esse inimigo não é carne nem sangue (Ef. 6.12)

3 - A ORDEM DE DEUS:
a) (Ef. 6.11)Revesti-vos de toda a armadura de Deus (Ef. 6.13) Tomai toda a armadura de Deus.
b) devemos como soldados de Deus conhecer a nossa armadura e treinar para saber usá-la.

4 - ARMADURA DE DEUS:
a) não é visível a olhos humanos:

b) Cinto da verdade: O soldado romano usava o cinto para proteger os seu órgão genitais vitais e unir as demais partes da armadura. Nós devemos aprender as verdades bíblicas (O amor de Deus João 3.16, Deus está sempre presente Hebreus 13.5, A promessa de vitória (ICo.15:57) e devemos falar sempre a verdade (Jesus é a verdade João 14.6 e o diabo é o pai da mentira João 8.44)

c) Couraça da justiça: A couraça do soldado romano era feita de placas de metal e protegiam o coração. Nós servos de Deus devemos proteger o nosso coração com a couraça da justiça. A proteção do coração procede da nossa justiça, mas nenhum de nós é justo, mas somos justificados por Jesus e seu sacrifício na cruz. Devemos viver o mais retamente possível, falar a verdade, nos desviar do mal. Pois o Senhor é Fiel e justo para perdoar os nossos pecados.

d) Com a preparação do Evangelho da Paz: Os sapatos servem par proteger os pés, pois somente com os pés em boas condições podemos ficar de pé. Jesus é a nossa paz e temos paz para anunciar o evangelho da paz para outras pessoas. Mostramos que estamos andando com os sapatos da paz quando compartilhamos o evangelho da paz com os outros.

e) Escudo da Fé: Eram feitos de madeira, com ganchos para prender nos escudos dos outros soldados, eram cobertos com tecido ou couro grosso e mergulhados em água para apagar as flechas inflamadas dos inimigos. As flechas do diabo contra nós hoje são a mentira, pensamentos odiosos sobre as pessoas, desejo de pecar, dúvidas. Devemos usar o escudo da fé agindo com base naquilo que cremos.

f) Capacete da salvação: Serve para proteger a cabeça. Satanás quer atingir a nossa mente. Devemos ter cuidado com o que pensamos, ouvimos nas músicas, lemos, vemos na TV. Devemos sempre pensar sobre a salvação e qual é a vontade de Deus para nossa vida em cada instante. Você coloca o capacete da salvação quando confia e vive de acordo como um salvo.

g) Espada do Espírito: Nossa espada não é de metal, nossa espada é a Palavra de Deus que é eterna. Devemos sempre decorar versículos da Bíblia para que venha a memória no momento oportuno.

Clímax: O bom soldado deve estar sempre em contato com o comandante, não age por conta própria, mas sempre faz a vontade do seu Senhor. Com Jesus somos sempre mais que vencedores!

Conclusão: "Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio do nosso senhor Jesus Cristo" 1Co 15:57.

____________________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário